Home Authors Posts by Academia Brasileira de Cinema

Academia Brasileira de Cinema

A Academia Brasileira de Cinema, em nome de sua Diretoria e Conselhos, comunica, com muita tristeza, o falecimento de seu Diretor-Presidente, Roberto Farias, nesta manhã (14 de maio), no Rio de Janeiro. Aos 86 anos, grande parte deles dedicados ao cinema, Roberto lutava contra um cancer. O cineasta assinou mais de 25 longas-metragens, como diretor, produtor, distribuidor e roteirista, entre eles Assalto ao Trem Pagador, Toda Donzela Tem um Pai que É Uma Fera e Pra Frente, Brasil, primeiro filme a falar explicitamente da tortura na ditadura militar, premiado nos festivais de Berlim e Huelva.

Natural de Nova Friburgo (RJ), Roberto Farias iniciou a carreira no começo dos anos 1950. Fez quase 10 filmes como assistente de direção ou de produção até estrear como director, em 1957, com a chanchada Rico Ri à Toa, onde além de dirigir ele também foi responsável pelo roteiro. Na década de 1960, ao mesmo tempo em que, com Luiz Carlos Barreto e Glauber Rocha, fundou a Difilm, distribuidora do Cinema Novo, dedicou-se à sua própria produtora, a R. F. Farias, junto com seu irmão Riva Faria, e à Ipanema Filmes, uma usina de sucessos, como Os Paqueras e a trilogia de filmes do Roberto Carlos: Roberto Carlos em Ritmo de Aventur , Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa e Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora.

Roberto também foi presidente do Sindicato Nacional da Indústria Cinematográfica e o primeiro cineasta a dirigir a Embrafilme, entre 1974 e 1978. Seja na iniciativa privada ou em cargos públicos, sempre teve como meta a ocupação do mercado brasileiro pelo filme nacional, bem como sua projeção internacional. Sua gestão na Embrafilme coincide com o período de maior público do filme nacional em relação ao produto estrangeiro.

O Desmonte do Monte, que teve sua estréia na recente Mostra do Filme Livre 2018, será exibido no 5º Fórum Internacional sobre Patrimônio Arquitetônico Brasil-Portugal (FIPA) no dia 24 de maio de 2018, às 18h, no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro. Após a exibição haverá um painel de debates com a participação da diretora e produtora cinematográfica, Sinai Sganzerla, o pesquisador e conservador-chefe da Cinemateca do MAM Rio, Hernani Heffner, e o arquiteto e conselheiro do IAB/RJ, Jorge Costa.

SOBRE

DESMONTE DO MORROO documentário, com direção de Sinai Sganzerla, aborda a história do Morro do Castelo, seu desmonte e arrastamento. O Morro do Castelo, conhecido como “Colina Sagrada”, foi escolhido pelos colonizadores portugueses para ser o local das primeiras moradias e fundação da cidade do Rio de Janeiro. Apesar de sua importância histórica e arquitetônica, o morro foi destruído por reformas urbanísticas com o intuito de “higienizar” a cidade e, também, de promover a especulação imobiliária. O filme aborda a lenda do tesouro armazenado nas entranhas do morro e conta com trechos de O Subterrâneo do Morro do Castelo, escrito por Lima Barreto, que foi uma das poucas vozes que defendeu publicamente a permanência e vida do Morro do Castelo de São Sebastião.

O filme tem sua narrativa baseada em iconografias e pinturas de diversos períodos, desde a fundação da cidade de São Sebastião até os dias atuais, e conta com imagens em movimento da Celebração do Centenário da Independência do Brasil, em 1922, evento realizado com as terras do desmonte do Morro do Castelo e, também, com depoimentos de áudio de ex-moradores do Morro do Castelo e dos engenheiros que trabalharam no seu desmonte. A narração do filme é de Helena Ignez, Negro Leo e Marcos Alvisi.

www.1m1arte.comIMDB

Vivian Aguiar-Buff é compositora de cinema e produtora musical. Sua vida profissional foi impulsionada por seu fascínio profundo por cinema e música. Formada em Cinema pela FAAP e Composição e Trilha Sonora pela Berklee College of Music, Vivian começou a produzir música eletrônica em 2005, trabalhando como DJ, tocando em casas noturnas e importantes festivais de música no Brasil e no exterior.

Vivian mudou-se para os Estados Unidos em 2010 onde trabalhou na Remote Control Productions, complexo de estúdios do renomado compositor de cinema Hans Zimmer, integrando a equipe do compositor Henry Jackman como engenheira de som, programadora de sintetizadores e compositora, participando do processo de composição de trilhas para diversos filmes e games, incluindo Capitão America: O Soldado Invernal, e também nos vencedores do Oscar de melhor Edição de 2014, Capitão Phillips, e melhor animação de 2015, Operação Big Hero.

Recentemente Vivian foi convidada a executar uma de suas composições no concerto “The Future is Female: A Concert for Women in Film”, em Los Angeles, CA, e a reger a Rousse Philarmonic Orchestra, na Bulgária, executando uma de suas peças.

Carreira

Departamento Musical

2013 – This Is The End
2013 – Turbo
2013 – Captain Phillips
2013 – Turbo F.A.S.T.
2013 – G.I. Joe: Retaliation
2014 – Captain America: The Winter Soldier
2014 – Big Hero 6
2014 – The Interview
2014 – Kingsman: The Secret Service

Trilhas Sonoras para Cinema (longas)

2015 – Always Worthy
2015 – Payback
2016 – Apaixonados: O Filme
2017 – Amor.com
2017 – Minha Família Perfeita
2018 – Não Se Aceitam Devoluções

Trilhas Sonoras para Séries de TV (longas)

2015 – Zé do Caixão
2017 – Manual Para Se Defender De Aliens, Ninjas e Zumbis

Trilhas sonoras para cinema (curtas)

2008 – Na Cama
2011 – Impressing The Critic
2012 – The Stiff

Referências

Dois brasileiros estão entre os vencedores do Oscar de 2015 (Estadão)

Um toque de Brasil nos acordes de Hollywood (Estadão)

Anitta estreia em trilha sonora de filme com clássico do samba carioca (G1 – Globo.com)

Vinte anos se passaram. Muita coisa mudou, mas muita coisa permanece igual. Mark Renton (Ewan McGregor) retorna ao único lugar que el epode chamar de casa.
Eles estão esperando por ele: Spud, Sick Boy e Begbie.
Outros velhos amigos também estão esperando: sofrimento, perda, felicidade, vingança, ódio, amizade, amor, saudade, medo, lamento, diacetilmorfina, auto-destruição e perigo mortal, todos alinhados para darem à ele as boas-vindas à dança.

Trailer:

Ficha Técnica:

Direção: Danny Boyle
País: Reino Unido
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Distribuidor: Sony Pictures

* Som direto, edição sonora e mixagem, concorrem na Categoria SOM.

A vida de um zelador solitário em Boston é transformada quando ele retorna à sua cidade natal para cuidar de seu sobrinho adolescente. A história dos Chandlers, uma família de trabalhadores, vivendo numa vila de pescadores em Massachusetts há gerações.

Trailer:

Ficha Técnica:

Direção: Kenneth Lonergan
País: EUA
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Distribuidor: Sony Pictures

* Som direto, edição sonora e mixagem, concorrem na Categoria SOM.

O jovem Peter Parker/Homem-Aranha (Tom Holland), que fez sua estreia em Capitão América: Guerra Civil, começa a lidar com a sua recém-descoberta identidade como o super-herói Cabeça de Teia, em Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Entusiasmado com sua experiência com os Vingadores e sob o olhar atento de seu novo mentor Tony Stark (Robert Downey Jr.), Peter retorna à casa onde vive com sua Tia May (Marisa Tomei). Distraído por pensamentos de provar ser mais do que apenas o Homem-Aranha, amigo da vizinhança, ele tenta se readaptar à sua rotina, mas quando o Abutre (Michael Keaton) emerge como um novo vilão, tudo o que Peter considera mais importante em sua vida será ameaçado.

Trailer:

Ficha Técnica:

Direção: Denis Villeneuve
País: EUA
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Distribuidor: Sony Pictures

* Som direto, edição sonora e mixagem, concorrem na Categoria SOM.

O jovem Baby (Ansel Elgort) tem uma mania curiosa: precisa ouvir músicas o tempo todo para silenciar o zumbido que perturba seus ouvidos desde um acidente na infância. Excelente motorista, ele é o piloto de fuga oficial dos assaltos de Doc (Kevin Spacey), mas não vê a hora de deixar o cargo, principalmente depois que se vê apaixonado pela garçonete Debora (Lily James).

Trailer:

Ficha Técnica:

Direção: Edgar Wright
País: EUA
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Distribuidor: Sony Pictures

* Som direto, edição sonora e mixagem, concorrem na Categoria SOM.

Trinta anos após os eventos do primeiro filme, um novo Blade Runner, o agente K da Polícia de Los Angeles, descobre um segredo há muito enterrado que tem o potencial de mergulhar no caos o que resta da sociedade. A descoberta de K o leva a uma investigação para encontrar Rick Deckard, um ex-policial Blade Runner que está desaparecido há três décadas.

Trailer:

Ficha Técnica:

Direção: Denis Villeneuve
País: EUA
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Distribuidor: Sony Pictures

* Som direto, edição sonora e mixagem, concorrem na Categoria SOM.

Crônica das aventuras de uma família excêntrica, resiliente e intrigante, “O Castelo de Vidro” apresenta uma notável história de amor incondicional. A vencedora do Oscar®, Brie Larson dá vida o best-seller mais recente de Jeannette Walls, que, influenciada pela natureza alegremente selvagem de seu pai profundamente disfuncional (Woody Harrelson), encontrou a determinação ardente de criar uma vida bem sucedida em seus próprios termos.

Trailer:

Ficha Técnica:

Direção: Destin Daniel Cretton
País: EUA
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Distribuidor: Paris Filmes

* Som direto, edição sonora e mixagem, concorrem na Categoria SOM.

Com roteiro e direção do indicado ao Oscar Damien Chazelle, La La Land – Cantando Estações retrata a história de Mia (Emma Stone), uma aspirante a atriz, e Sebastian (Ryan Gosling), um talentoso músico de jazz que está se dedicando a carreira e se encontram em uma cidade conhecida por destruir esperanças e quebrar os corações. Ambientado na moderna Los Angeles, este musical original sobre o cotidano explora a graça e a dor de perseguir os seus sonhos.

Trailer:

Ficha Técnica:

Direção: Damien Chazelle
País: EUA
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Distribuidor: Paris Filmes

* Som direto, edição sonora e mixagem, concorrem na Categoria SOM.