TUDO É IRRELEVANTE, HELIO JAGUARIBE