Numa região do sertão, na divisa de Pernambucano com a Paraíba, se passa um fenômeno curioso. Pessoas nascem, vivem e morrem poetas, convivendo dia a dia com a arte da rima, entranhada no cotidiano da população, que perpetua a tradição ao longo de gerações. Aos versos de métricas exigentes fundem-se declamadores, sonetistas, cantadores, violas e o improviso. Além de Severina Branca, cuja noite é que tem sido testemunha de suas amarguras.

Trailer

Ficha Técnica

Duração: 78 minutos
Ano de Produção: 2016
Produção: Petrônio Lorena por Nosotros y Los Demás e Wilson Freire por Candiero Produções Audiovisuais Ltda

INDICADOS

Direção: Petrônio Lorena
Direção de Fotografia: Roberto Iuri
Direção de Arte: Lourival Cuquinha
Roteiro Original: Najara Medeiros e Petrônio Lorena
Efeito Visual: Alice Gouveia
Montagem: Çarungauá
Som Direto: Guga S. Rocha
Edição Sonora: Guga S. Rocha
Mixagem: Guga S. Rocha
Trilha Sonora Original: Petrônio e as Criaturas e Zeto

Fotos:

Seja um associado

Seja sócio da Academia Brasileira de Cinema e participe da votação e da cerimônia de premiação mais importante do Cinema Brasileiro.